30316060

Engravidei! Quando iniciar o pré-natal?

Os meses de gestação costumam trazer muitas dúvidas, sobretudo para quem está engravidando pela primeira vez. Diante dessa realidade, saber ao certo quando começar o pré-natal é extremamente importante. Esse acompanhamento é imprescindível para garantir que o bebê se desenvolva de maneira adequada e para verificar a presença de algumas patologias congênitas, além de garantir uma boa saúde para a futura mamãe. Confira o conteúdo a seguir e aprenda um pouco mais sobre o tema!

Qual a importância do pré-natal?

Primeiro, é preciso compreender que o pré-natal é um acompanhamento extremamente importante, no qual profissionais especializados passarão todas as orientações necessárias e farão os exames recomendados para que a mulher possa ter uma gestação tranquila e para que o bebê venha ao mundo com muita saúde.

Nos encontros para as consultas, o médico poderá sanar dúvidas, acompanhar todo o desenvolvimento do bebê e, por meio dos seus conhecimentos e de recursos tecnológicos, detectar precocemente se há algum problema, aumentando as chances de sucesso na busca por uma solução.

Afinal, quando começar o pré-natal?

O primeiro passo para quem quer saber quando iniciar o pré-natal é achar um serviço de obstetrícia de alta qualidade, uma vez que o médico escolhido será responsável por acompanhar a gestante e o feto durante todos os meses da gravidez, sendo uma parte muito importante desse processo.

O ideal é que você faça isso quando estiver pensando em engravidar, pois esse é um momento no qual você deve realizar alguns exames, tanto clínicos quanto laboratoriais, para se certificar de que a sua saúde está em dia. Além disso, é o momento para o início da administração de ácido fólico, que previne malformações neurais. O obstetra também avaliará o seu cartão de vacinas, orientando sobre a necessidade de fazer ou reforçar doses.

Caso você tenha doenças preexistentes, como diabetes, hipertensão, lúpus e problemas na tireoide, algumas orientações precisam ser passadas e, eventualmente, pode haver mudanças nas medicações ou nas escolhas de dieta e nutrição. Você fará exames como o hemograma, glicemia, tipagem sanguínea, fator Rh, urina, sorologias para HIV, toxoplasmose, citomegalovírus, rubéola, sífilis e hepatites e avaliará a função da tireoide (TSH e T4 Livre) .

Qual é a frequência ideal para as consultas?

Embora exista um padrão mais comum de ser seguido, a frequência das consultas varia também de acordo com as características da gestante, o seu estado de saúde física e mental, além da existência ou não de doenças de base. No entanto, o mais comum é que, até a 28ª semana gestação, as consultas sejam mensais. A partir daí, à medida que o momento do nascimento vai se aproximando, as visitas acontecem de quinze em quinze dias. Já da 36ª semana em diante, em linhas gerais, os atendimentos passam a ser semanais até a hora do parto.

Depois de conferir este conteúdo, você já sabe quando começar o pré-natal e aprendeu que, de uma maneira geral, o ideal é procurar por um médico de confiança assim que você estiver pensando em engravidar. Um pré-natal bem acompanhado vai refletir num bom parto e na qualidade de saúde da mãe e do bebê, principalmente em gravidezes consideradas de risco.

Um olhar multidisciplinar, que envolva a medicina fetal, a nutrição, a psicologia e a enfermagem, favorecem uma boa assistência ao binômio materno-fetal. Além disso, é importante agendar uma consulta com pediatra antes do parto, pois é esse profissional que vai cuidar da saúde do bebê após o nascimento. A formação de um vínculo ainda na gestação, em geral, dá mais segurança ao pais no momento da chegada recém-nascido.

Ficou com alguma dúvida? Então entre em contato conosco e conheça a nossa clínica!

Revisado por Dr. Jerônimo Neto (CRM-CE 7415 |RQE 5032), Dr. Zeus Peron (CRM-CE 8775 | RQE 6175) e Dr. Elson Almeida (CRM-CE 9993 | RQE 5103).

Tagged with:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou do nosso site? Acompanhe as nossas redes sociais:

WhatsApp chat