30316060

Nutrição e fertilidade: como um acompanhamento nutricional pode me ajudar?

Muitos casais estão apresentando dificuldades na hora de engravidar, mesmo depois de a mulher deixar de utilizar métodos anticoncepcionais e sem que os médicos possam apontar uma causa específica que desfavoreça a concepção. Algo que pode estar diretamente ligado a isso é a relação entre nutrição e fertilidade.

O fato é que, por vezes, esse é um componente que não tem a atenção devida. No entanto, a ciência e a medicina atual já sabem que um acompanhamento nutricional pode ajudar na gestação. Continue acompanhando este conteúdo e aprenda um pouco mais sobre o tema.

Processos envolvidos na fertilidade

Não deveria ser novidade que a fertilidade tenha uma forte relação com os aspectos nutricionais, uma vez que a capacidade de conceber está relacionada também com um bom estado de saúde do organismo. Pesquisas e estudos vêm sendo realizados nessa área e têm demonstrado, sistematicamente, que o baixo peso ou mesmo a obesidade, em variados níveis, estão entre os problemas que mais podem interferir na saúde do sistema reprodutor, sobretudo em países em desenvolvimento, como é o caso do Brasil.

Obesidade

As taxas de fertilidade são negativamente influenciadas pelo sobrepeso ou pela obesidade, e isso vale para ambos os sexos. Em uma mulher em idade fértil, por exemplo, o principal problema parece estar relacionado à irregularidade do seu ciclo menstrual e à incidência de ciclos anovulatórios — esses ciclos ocorrem quando os ovários não liberam um óvulo durante o ciclo menstrual.

Além disso, algumas complicações relacionadas com o aumento do peso também podem se fazer presentes, por conta do delicado equilíbrio hormonal feminino.

Baixo peso

Mulheres com baixo peso também evidenciam a relação entre nutrição e fertilidade. Um IMC abaixo do que seria considerado saudável pode atuar negativamente no sistema reprodutor das mulheres, acarretando em uma série de disfunções hormonais e podendo originar condições de infertilidade.

A ausência de menstruação — chamada tecnicamente de amenorreia — é comum em pessoas desnutridas ou que estejam muito abaixo do peso ideal. Esse quadro é relativamente comum em mulheres que têm baixa ingestão calórica ou até mesmo quando há prática excessiva de exercícios físicos de alta intensidade, como ocorre com atletas.

Como o acompanhamento nutricional pode ajudar

O acompanhamento nutricional pode ajudar a aprimorar a relação entre nutrição e fertilidade, pois uma dieta balanceada faz com que o organismo recupere o equilíbrio endócrino. Além disso, o processo de reeducação tende a melhorar o controle da pressão arterial e os níveis de glicose do sangue, o que reduz o risco de diabetes gestacional e pré-eclâmpsia.

Como você pôde ver, nutrição e fertilidade estão intimamente ligadas e devem ser abordadas de forma conjunta, com o acompanhamento nutricional de um profissional de qualidade.

Você está querendo melhorar a relação entre a sua nutrição e a fertilidade? Então não perca mais tempo e entre em contato conosco para conhecer a nossa equipe de especialistas!

Texto revisado pela Dra Yohanne Almeida e Dra Nara Parente.

Tagged with:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou do nosso site? Acompanhe as nossas redes sociais:

×