30316060

O que é a fertilização in vitro? Veja tudo o que precisa saber!

Para muitos casais, ter filhos e aumentar a família é um grande desejo, mas isso nem sempre é possível pelos meios convencionais. Por essa razão, a reprodução assistida é uma área que cresce a cada dia, contribuindo para que muitas famílias possam realizar o sonho de ter um bebê. A fertilização in vitro é um método seguro, com alta taxa de sucesso, chegando a mais de 60% de eficácia em pacientes com até 35 anos, superando a taxa de gravidez natural, que nessa idade é de apenas 20% ao mês.

Continue conosco para conhecer mais sobre este tratamento que é um dos mais utilizados atualmente.

O que é fertilização in vitro?

Existem várias técnicas de reprodução assistida para tratamento da infertilidade, sendo a fertilização in vitro (FIV) a mais comum e mais efetiva.

Nesse tratamento, a mulher é estimulada a produzir mais óvulos por meio de medicações. Esses óvulos são coletados e unidos ao espermatozoide do marido fora do corpo dela, dentro do laboratório de fertilização in vitro. Forma-se o embrião que, posteriormente, é transferido para o útero da paciente. A partir daí, é só aguardar a confirmação se houve a implantação do embrião e, consequentemente, o resultado positivo da gravidez.

Quando a fertilização in vitro é indicada?

A FIV é indicada e realizada após exames específicos e constatação de infertilidade do casal. O diagnóstico é feito por meio de exames morfológicos, hormonais e genéticos no homem e na mulher.

Alguns casos onde a fertilização in vitro é indicada são: idade superior a 35 anos, obstruções nas trompas, fator masculino de infertilidade (como as alterações no espermograma), fatores genéticos e outros.

Problemas de fertilidade estão presentes em homens e mulheres e nem sempre podem ser diagnosticados. a fertilização in vitro é uma alternativa também para casais com problemas de fertilidade sem causa aparente.

Medicina reprodutiva é um direito dos casais homoafetivos

Uma regulamentação aprovada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) permite que casais homoafetivos possam usar a reprodução assistida como alternativa para terem filhos. Em casais formados por dois homens, é preciso buscar uma mulher na família que esteja disposta a levar a gestação.

Em situações que envolvam casais formados por duas mulheres, a genitora poderá ter o óvulo da parceira fecundado por um espermatozoide, obtido em banco de sêmen, e introduzido em seu útero, para que assim, as duas tenham participação no processo.

Como funciona o processo de fertilização?

Após avaliação médica, a estimulação ovariana deve ser iniciada. O processo dura entre 10 a 12 dias e consiste em administrar medicamentos para aumentar o número de óvulos que vão amadurecer e ser captados. Logo em seguida, são feitas ultrassonografias para acompanhar o crescimento e amadurecimento dos folículos. Quando em dimensão adequada, é realizada a punção destes óvulos para serem unidos aos espermatozoides em laboratório, acontecendo assim a fecundação.

Os embriões que resultarem da fecundação são colocados em incubadoras que simulam as condições de temperatura e PH do útero. Eles monitorados e selecionados de acordo com seu desenvolvimento para averiguar se poderão ser utilizados. Quando em boas condições, são colocados no útero da mãe na transferência embrionária, que é um procedimento rápido e indolor.

Quais as chances de obter sucesso na reprodução assistida?

O sucesso obtido na FIV depende da qualidade do embrião e da receptividade do endométrio (mucosa da parte interna do útero).

De acordo com a idade da paciente, podem ser transferidos 2 ou mais embriões para aumentar as chances de gravidez. Entretanto, o risco de todos os embriões se implantarem também existe, ocasionando uma gravidez múltipla. Apesar de os gêmeos serem um desejo de muitos pais, o tratamento busca a gestação de um único bebê saudável para evitar complicações obstétrica.

A infertilidade está ligada a múltiplos fatores, por isso é importante um acompanhamento multidisciplinar. A fertilização in vitro é o tratamento de reprodução assistida com maior taxa de sucesso, porém, a realização dele por profissionais especializados e tecnologia de ponta pode ser outro diferencial para obter o tão sonhado teste positivo de gravidez.

Este artigo foi útil? Está considerando este tratamento? Deixe um comentário nos contando suas dúvidas e impressões!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gostou do nosso site? Acompanhe as nossas redes sociais: